A Sociedade    |    Palavra do Presidente    |    Oftalmologistas Sócios    |    Sociedades Filiadas    |    Leis e Normas    |    Glossário    |    Recomendações
SBO EM AÇÃO

A importância da consulta oftalmológica já a partir da infância

No dia 18 de outubro comemora-se o Dia do Médico. Data escolhida em referência ao Dia de São Lucas, o santo padroeiro da Medicina. E a Sociedade Brasileira de Oftalmologia aproveita a oportunidade para alertar a população para a importância do exame oftalmológico, que só pode ser feito por um médico oftalmologista, também o único autorizado, por lei, a prescrever óculos e lentes de contato.

Hoje já é obrigatório o Teste do Olhinho (Exame do Reflexo Vermelhos), em crianças recém-nascidas, que permite a detecção de catarata congênita, glaucoma congênito e retinoblastoma (tumor ocular que se não tratado pode levar à cegueira precoce).

Além do Teste do Olhinho, a Sociedade Brasileira de Oftalmologia recomenda um exame oftalmológico na infância, um na idade adulta, entre 30 e 40 anos. E, a partir dos 40 anos, um exame anual, que permite a detecção precoce e tratamento de doenças oculares como catarata, glaucoma, retinopatia diabética e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Indivíduos com histórico familiar de doenças oculares como glaucoma, por exemplo, podem precisar de acompanhamento oftalmológico mais frequente.

Como ressalta o presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, Armando Crema, a visão é o mais importante sentido: cerca de 85% da relação do indivíduo com o mundo se dá através da visão.

- E hoje, com a disseminação de celulares, tablets e computadores já na mais tenra idade, os problemas oculares, principalmente de refração podem surgir mais cedo, alerta o presidente Armando Crema, acrescentando que outros problemas, como olho seco, até há algum tempo mais comuns só a partir dos 50 anos, agora são detectados em  pessoas mais jovens.

Um exame oftalmológico padrão de rotina compreende:

* Anamnese (história clínica do paciente), que permite relacionar doenças gerais com a queixa visual, razão muitas vezes da consulta;

* Exame das pálpebras, da conjuntiva e das vias lacrimais;

* Exame de motilidade ocular ( intrínseco e extrínseco);

* Exame do fundo de olho com o oftalmoscópio, o qual permite verificar se o paciente tem escavações glaucomatosas, diabetes, hipertensão etc...

* Exame de refração, que permite determinar o grau dos óculos em adultos e crianças. Com a lâmpada de fenda, o médico oftalmologista pode diagnosticar a catarata e outras doenças oculares, além de medir a pressão intraocular;

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia lembra que, caso seja necessário, o médico oftalmologista pode solicitar exames complementares,tais como ultrassom, angiografia, campo visual e microscopia especular, entre outros

 Rua São Salvador, 107 - Laranjeiras - RJ - Cep: 22.231-170    Tel.: +55 (21) 3235-9220     E-mail: sbo@sboportal.org.br   E-mail Imprensa: midia@sboportal.org.br